Filme - Hush - A morte ouve (Resenha)

17:18:00









Direção: Mike Flanagan
Roteiro: Mike Flanagan, Kate Siegel
Gênero: Suspense/terror
Origem: Estados Unidos
Duração: 81 minutos
Tipo: Longa-metragem





"Imagine que você está na sua casa, sozinha, no seu conforto, na mais santa paz, fazendo as coisas que você quer e gosta, e de repente você se vê em uma situação de desespero e tensão diante de um completo desconhecido mascarado, o que você faria ? (Isso te fez lembrar "Pânico"?) E como se não bastasse, você ainda possui limitações auditivas e na fala ? Pois é, é exatamente assim que a nossa personagem principal no filme (HUSH - A morte ouve) se sente." 

    Hush - A morte ouve, foi mais um dos lançamentos exclusivos da netflix que foi lançado oficialmente no dia 8 de abril. Para os grandes amantes de suspense e terror como eu, vibraram ao saber disso. Gostei principalmente do fato do filme trazer uma trama totalmente inovadora em relação aos filmes que estamos acostumados a assistir. A inovação tem relação com a protagonista da história, a Maddie Young (Kate Siegel), que é surda e muda. Ela é uma escritora, que logo depois que teve uma Meningite na adolescência que a deixou impossibilitada de escutar e falar, resolveu viver isoladamente em uma casa, em busca de paz. Paz essa que não durou muito tempo, pois com o aparecimento de um possível psicopata (Man, interpretado por John Gallagher Jr.) na sua porta, as coisas começaram a mudar, e sua tranquilidade tão almejada foi embora.


   Logo de inicio percebemos que Maddie Young, é uma mulher solitária, e que possui uma vida sem muitas surpresas e emoções em uma casa isolada. Observando seus comportamentos no dia a dia, notamos, que a sua casa é uma espécie de refúgio, um lugar que serve como forma de proteção para ela do mundo exterior, já que depois de sua Meningite, tudo que ela queria, era viver de forma serena. Ela demonstra no olhar uma certa mistura de tranquilidade e fragilidade, fragilidade essa, que possivelmente está ligada a um passado que ela tenta esconder, provavelmente com relação a sua doença que ainda parece mexer bastante com o seu emocional.


   Apesar disso, ela possui uma amizade com a sua vizinha, Sarah (Samantha Sloyan), que aparenta ter sido uma pessoa bem presente durante esse período de mudança e importante na vida dela, o tipo de pessoa com quem ela poderia contar sempre, para conversar e ajuda-la. Pequenas coisas sutis, como retratos que aparecem em sua casa, demonstram essa ligação entre as duas, notamos o carinho e preocupação durante uma conversa entre elas, a respeito de seu livro publicado.



   
   A tensão começa a tomar conta de nós, com o aparecimento de um completo desconhecido mascarado em sua porta, que fica observando-a até o momento certo para agir. E todos esses momentos em que são mostrados, vai nos deixando apreensivos, receosos com o que esse psicopata poderá fazer com a protagonista que até então não havia visto ele. A trama vai acontecendo a passos curtos no inicio, e confesso que gostei bastante da sensação que esse filme me proporcionou, invasões domiciliares de certo modo, sempre causam algum tipo de tensão ao espectador, mas nem sempre conseguem acertar na medida certa. O psicopata mascarado, conseguiu trazer uma certa preocupação e medo, e conseguimos sentir esse desespero em Maddie, que tenta a qualquer custo sobreviver diante dos acontecimentos causados por esse psicopata. Todas as ações inteligentes da protagonista para se salvar das situações de perigo me chamaram atenção, pois houve surpresas criativas na decisão de suas escolhas, que de fato muita gente irá gostar, mas ao mesmo tempo peca em parecerem saídas até fáceis para alguém que possui certas limitações. 




   Outro fato que me chamou atenção no filme, foi como eles conseguiram passar para nós espectadores, a percepção da protagonista, a percepção de alguém que não é capaz de ouvir, somos atravessados pelo silêncio. Percebemos a dificuldade dela em relação a situação em que está envolvida, fazendo quem está assistindo, que fique cada vez mais apreensivo com os acontecimentos. Todo o suspense envolvido nessa trama da sobrevivência de Maddie me deixou bastante receosa com o desfecho da história, curiosa de que forma ela ia terminar, o filme consegue te prender até o final. De modo geral, o filme me agradou bastante, para quem gosta do gênero, vale a pena dar uma conferida. Espero que tenham gostado da dica e até a próxima.




 Classificação(4 de 5)









You Might Also Like

19 comentários

  1. Oii!
    Esse filme parece ser assustador! Tenho mais medo de psicopatas do que de fantasmas, porque esses podem aparecer na nossa casa de verdade...

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  2. Eu sou muitoooo medrosa! #Confesso, mas as vezes, não sempre e nem constantemente, gosto de vê esse tipo de filme de preferencia com meus irmãos por perto para aliviar a tensão e conversar a respeito depois... É muito gostoso vê filme em família néh?!?!

    Dica anotadíssima!

    Pandora
    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Oi Jess! Achei intrigante, mas estou achando que vou ficar morrendo de medo. Vou começar a assistir e ver se tenho coragem. Dica anotada.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  4. Auuuunw, AMO filmes assim.Sério, é o meu tipo favorito de filme ahahahhaha :)
    Dá um medo danado e depois nem durmo direito :D
    aahahhaha


    beeijão
    http://carolhermanas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Gostei da dica Jéssica. Não conhecia o filme, mas me pareceu ser bem assustador. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  6. Eu sou muito medrosa para assistir a filmes de terror, só de ver esse homem mascarado já fiquei com medo hehe. Mas achei interessante a protagonista ser surda, acho que nunca assisti a um filme assim.
    Beijos
    Bluebell Bee

    ResponderExcluir
  7. Sou muito medrosa pra assistir esse tipo de filme, não dou conta disso não. Hahahaha
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Ahhh, ouvi falar desse filme! Ai, que horror essa imagem dela no sofá e ele atrás, tô quase igual a ela, já entrei em pânico hahahahaha mas vou assistir simm!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi oi,

    vi esse filme na netflix e quero muito vê-lo! Amo suspenses e também achei curioso e interessante o fato da protagonista ser surda, algo inovador no gênero.

    Beijos!
    Visite o Mademoiselle Loves Books
    http://www.mademoisellelovesbooks.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi, Jéssica! Tudo bem? Realmente, a princípio, a premissa me lembrou Pânico, que é uma das minhas franquias favoritas! Mas depois, percebi que a trama do filme tem suas peculiaridades. Me pareceu ser um filme bem bacana, depois vou assistir! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem? Vi esse filme na Netflix, mas como não sabia do que se tratava, nem dei muita bola, mas depois de ver sua postagem, fiquei bem curiosa para ver o filme. Com certeza irei assisti-lo!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  12. Olá,
    Está todo mundo elogiando esse filme, pelo que vi até o Stephen King.
    Fiquei curiosa, pois adoro filmes dos gênero. Mas o diretor me preocupa, pq odiei aquele filme do espelho dele kkkkkkkkk

    tenha uma ótima quinta.
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  13. Adorei a dica! Imagino que em alguma cena eles tiram o som do filme e você fica como ela, tenho certeza disso, seria uma ótima sacada pra te colocar na pele da protagonista. Vou assistir sim!

    Só uma observação: sobre deficiência, a maioria das pessoas surdas (quase todas, sinceramente) preferem que se use a palavra "aurdo" para se referir a eles, e não deficiência. Isso porque a surdez não é vista como deficiência para eles, e sim uma condição de identidade. A cultura é muito diferente e eles tem sua propria lingua, a Libras. Não sei como seria o caso da protagonista do filme, uma vez que não nasceu surda e esse não é o foco do filme, mas fica a dica pra quando for falar de surdez

    ResponderExcluir
  14. Tenho medo SIM! Assumido! HAHAHAHAHA
    Não consigo assistir não, rs.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Boa tarde :)
    Como vai?
    Ai que dica legal!
    Parece ser um daqueles de terror pra ver sozinho a noite ein? Sou destes ta kkkkk

    Beijos e se cuida
    www.rimasdopreto.com

    ResponderExcluir
  16. Cara, já me arrepiei só de ler, mas fiquei morrendo de vontade de ver. Apenas bem acompanhada e de luz acesa, claro! kkkkkkk

    Beijos,
    Postando Trechos

    ResponderExcluir
  17. Eu não sabia da existência desse filme até então. Me lembro que eu odiava filmes de terror. Morria de medo, para ser sincero. Quando eu era pequeno eu assisti um filme do gênero e fiquei muito traumatizado, a partir dai fui evitando o contado com filmes parecidos. Mas reaprendi a gostar destes filmes os assistindo com meus amigos uehueheuheueh Agora eu gosto bastante, e fiquei com vontade de ver este.

    Abraços,

    Blog Decidindo-se \o/

    ResponderExcluir
  18. Faz muito tempo que não assisto esse tipo de suspense. Antigamente adorava, mas depois comecei a achar todos os filmes meio parecidos. Realmente, esse lembra Pânico em alguns elementos, mas também parece ter outros próprios interessantes.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Eu vi esse lançamento na Netflix, mas confesso que fiquei com medinho, mas depois da sua resenha me interessei, é uma abordagem diferente e mais complexa do que imaginava! Vou assistir!
    bjos
    www.gizahcastro.com

    ResponderExcluir

Obrigada pela visitinha,que sempre será muito bem vinda =)

Popular Posts

Instagram


Facebook